A Mala dos Mamulengos em Belém

A Mala dos Mamulengos em Belém
Foto: Christian Mathias
Foto: Christian Mathias.
No ano de 1996 surge em Campinas-SP, criada por Christian Mathias, em homenagem
ao mestre Potiguar Chico Daniel, com o objetivo de reconhecer a importância da relação
“mestre e aprendiz” no que se refere ao tradicionalismo da Arte do Mamulengo, tendo
como prioridade desenvolver em seu repertório as manifestações existentes na cultura
popular: teatro de mamulengos, músicas, cordel e contação de estórias.
“A ideia é conhecer novos grupos e trocar vivências com os movimentos culturais
locais. Queremos apresentar mamulengo. Para isso estamos nos disponibilizando a
embarcarmos com o nosso teatro afim de estabelecermos contatos com cidades que
estejam dispostas a nos acolher”, conta Christian Mathias.
O projeto Gira Mala é um momento de interação e de vivência solidária. Um
intercâmbio cultural com outros lugares, saberes e pessoas ligadas ao universo artístico,
fortalecendo o envolvimento e a importância do apoio de grupos locais.
“Estamos desde o dia 14/07 na estrada. Já passamos por Goiânia, Brasília, São Jorge-
GO, Imperatriz e Açailândia, ambas no Maranhão e agora em Belém. Em janeiro de
2015, esse mesmo projeto visitou 15 cidades do Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba”,
completa Christian.
Em Belém o projeto será acolhido pelo Grupo de teatro Palhaços Trovadores, que irá
receber o artista em sua sede, A Casa dos Palhaços, abrindo as portas para o espetáculo
de mamulengos.
“É muito bom receber projetos como este em nossa cidade. É a diversidade da cultura
popular sendo valorizada e apresentada para pessoas que pouco conhecem deste saber.
Além de ser um lindo projeto de valorização cultural, o intercâmbio aproxima a classe
artística de várias regiões do Brasil. Estamos também viabilizando outras apresentações
em comunidades e no interior do Estado”, diz Romana Melo, integrante dos Palhaços
Trovadores, que assume esta produção local.
Espetáculo “A Chegada de Lampião à Casa do Tinhoso”

Sinopse: Maria Bonita após o infortúnio que acorreu no Sertão de Sergipe que não poupou a sua
vida, a do seu parceiro e de boa parte do bando, sai em busca de Lampião na casa do
capeta. Ao chegar é engolida por uma serpente. Lampião, logo em seguida, descobre que sua companheira está em apuros.

O porteiro do inferno não aceita o acordo proposto por Lampião e não permite que o
aventureiro entre. O Capeta Mor, sabendo da resistência do cangaceiro, resolve armar
uma empreitada e convoca seus principais aliados para expulsar o invasor. O que
parecia uma tarefa fácil se torna cada vez mais complicada na medida em que Lampião
demonstra as suas habilidades em se esquivar das artimanhas do Tinhoso. Expulsar
Lampião do inferno não será uma tarefa fácil. Quem vencerá a batalha? Maria Bonita será salva?
Ficha técnica:
Adaptação, concepção e manipulação: Christian Mathias
Figurinos, adereços e tolda: Kátia Dantas
Xilogravuras: Erick Lima
Confecção de bonecos: Christian Mathias e Daniel de Chico.
Foto: Christian Mathias
                                                              Foto: Christian Mathias
Serviço:
Espetáculo: A Chegada de Lampião à Casa do Tinhoso.
Data: 27 de julho de 2016 (quarta-feira).
Local: Casa dos Palhaços (Tv. Piedade, 533, esquina com Tv. Tiradentes, Reduto).
Horário: 20h
Data: 28 de julho de 2016 (quinta-feira).
Local: Praça do Carmo
Horário: 18h
Faixa etária: Livre.
Duração: 50 min.
Valor: Rodada de chapéu.
Para mais informações sobre o projeto e sobre o núcleo de teatro de bonecos “A mala de mamulengos”:  http://amaladosmamulengos.wix.com/giramala
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s